português ingles
Dissertação

Os Egressos da Educação Profissional e Tecnológica do Eixo de Gestão e Negócios: relação entre tecnólogo e trabalho.

Curso: Mestrado Profissional em Gestão e Desenvolvimento da Educação Profissional

Linha de Pesquisa: Gestão e Avaliação

Autor: Magali Amorim Mata

Orientador: Profª. Drª. Ivanete Bellucci Pires de Almeida

Data de Apresentação: 16/12/2019

Contato: mestrado@cps.sp.gov.br


BANCA

Profª. Drª. Ivanete Bellucci Pires de Almeida

Prof. Dr. Carlos da Fonseca Brandão

Profª. Drª. Sueli Soares dos Santos Batista


RESUMO

MATA, M. A. Os Egressos da Educação Profissional e Tecnológica do Eixo de Gestão e Negócios: relação entre tecnólogo e trabalho. 148 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão e Desenvolvimento da Educação Profissional). Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, São Paulo, 2016.

O presente trabalho teve como objetivo geral analisar a empregabilidade do egresso, dos cursos do eixo tecnológico de Gestão e Negócios, em sua respectiva área de formação, entre o segundo semestre de 2012 ao primeiro semestre de 2016, em duas Unidades das Faculdades de Tecnologia do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, Fatec de Carapicuíba e Fatec de Guarulhos. Tem-se o seguinte problema de pesquisa: os egressos do eixo de Gestão e Negócios, das FATECs objetos de estudo, estão efetivamente atuando nas áreas específicas dos cursos frequentados? Desta questão central tem-se outras indagações: Para o egresso que está trabalhando em área distinta de sua formação há contribuição da formação recebida? O tecnólogo tem percepção quanto à qualidade de sua formação? Parte-se do pressuposto que, o egresso, a partir de sua formação específica, tenha acesso à atuação profissional na área do curso escolhido, ainda que a conjuntura econômica brasileira, entre 2014 e 2016, observe uma acentuada redução dos postos de trabalhos. Trata-se de uma pesquisa qualiquantitativa quanto à sua natureza, com método indutivo de abordagem. A população da pesquisa compreende 838 egressos dos CSTs em Logística, em Logística Aeoportuária e em Secretariado. Para o poder de confiabilidade da amostra utilizou-se o T-Student apontando 58 respondentes com desvio padrão de 0,1. Aplicou-se um questionário online com 19 questões pela plataforma Survey Monkey®Obteve-se 141 respondentes dos quais 70% estão empregados com 72% atuando em sua área de formação. Os resultados demostram a porcentagem de egressos que estão atuando na respectiva área do curso atendido: os tecnólogos em Logística com 83,58%; os tecnólogos em Logística Aeroportuária com 50% e os tecnólogos em Secretariado com 45,16%. Quando somadas essas porcentagens aos egressos desempregados que já atuaram na área, tem-se que, 92,09% dos egressos de Logística, 52,96% dos egressos de Secretariado e 50% dos egressos de Logística Aeroportuária alcançaram empregabilidade. Os tecnólogos reconhecem a contribuição da formação recebida, atribuindo-lhes como de boa formação e como fator de sua empregabilidade.

 


PALAVRAS-CHAVE
Educação e Trabalho, Educação Profissional e Tecnológica, Empregabilidade, Tecnólogo.