Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão
indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.

Monografia

As Diferenças de Gerações nas Organizações: Os jovens das gerações Y e Z e as gerações Baby Boomers e X

Curso: MBA Excelência em Gestão de Projetos e Processos Organizacionais

Autor: Rejane Cristina Pires da Silva

Data: 13/11/2018

Contato: jesus.rejanepires@gmail.com


RESUMO

PIRES DA SILVA, R. C. As Diferenças de Gerações nas Organizações: Os jovens das gerações Y e Z e as gerações Baby Boomers e X Organizações: (Monografia MBA Excelência em Gestão de Projetos e Processos Organizacionais), Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, São Paulo, 2018.

O presente trabalho tem por objetivo evidenciar os conflitos de gerações nas organizações. O choque das gerações veteranas com as novas gerações ocorre devido a diversos fatores que levam a esses conflitos em razão do conservadorismo da velha geração, ao amadurecimento, comprometimento com o trabalho, inflexibilidade e resistência ao novo, dificuldade com a tecnologia em relação a astúcia da nova geração, a criatividade, habilidade, agilidade e facilidade com os avanços tecnológicos. Os jovens são desapegados e não criam raízes, buscam melhoria continua, e são capazes de largar tudo em detrimento de oportunidades que lhes trazem mais vantagem. Dado a identificação do jovem talento na empresa, esse funcionário cresce muito rápido na organização e passa do papel de gerenciado a gerenciar funcionários que tem idade para serem seus pais. E com isso a geração antiga fica em segundo plano, torna-se suporte de capital intelectual, pois ficam na retaguarda como apoio pelo conhecimento de todas as rotinas, casos inusitados que podem ocorrer e pela experiência que tem, possuem olhos clínicos para a solução de possíveis problemas. A metodologia empregada foi a pesquisa bibliográfica. Nesse tema foram realizados dois relatos de casos que resultaram em entrevistas relacionadas a funcionários envolvidos diretamente nas gerações aqui citadas. Recentemente, a empresa implantou uma pesquisa de clima organizacional, do qual permitiu que funcionários avaliassem seus gestores e pontuassem competências a serem desenvolvidas e melhorias continuas. Com isso, os feedbacks foram positivos e os resultados fizeram acontecer em todo âmbito organizacional, erradicando situações de assédio moral, e disseminando clima mais descontraído, favorável a saudável entre funcionários e gestores, atenuando os conflitos entre as gerações.


PALAVRAS-CHAVE
Conflitos, Gerações, Talentos, Jovens